História de Neymar Jr. na Seleção



Neymar da Silva Santos Junior atingiu a marca de 120 jogos pelo Brasil, na última terça feira (20), contra a seleção de Camarões. Também alcançou a sua centésima convocação, somando o profissional com as categorias de base, número este que foi comemorado pelo atleta em suas redes sociais.

O jogador carrega consigo a marca de 60 gols com a camisa amarelinha, ficando atrás apenas de Ronaldo e Pelé como maior artilheiro da seleção, deixando para trás grandes nomes como Romário e Zico.


Foto: infoesporte


Por: Breno Araujo
FutebolNews

Outra grande responsabilidade que o craque recebeu foi a braçadeira de capitão, no comando do técnico Tite. Essa foi uma forma de dar mais confiança no trabalho do jogador, segundo palavras do próprio técnico.


Apesar dos ótimos números, Neymar é muito criticado pela mídia e torcida brasileira, por não dar o máximo de si nos jogos, além da fama de cai-cai que o acompanha desde a época que jogava no Santos. Críticas que aumentaram ainda mais na última Copa do Mundo na Rússia. A dúvida que resta é, se realmente um dos principais jogadores do Brasil merece mesmo essas críticas, ou ele deveria ser mais valorizado, como é feito com outros grandes craques de outras seleções.

O início

No último dia 10 de agosto, completaram-se oito anos da estreia do atacante na seleção principal, em um amistoso contra os Estados Unidos. Ele deixou sua marca no primeiro jogo com um gol de cabeça.

Por mais que muitos esperassem a estreia de Neymar na Copa do Mundo de 2010, como uma revelação ao lado de Ganso, pois vinham chamando atenção no campeonato brasileiro, o então técnico Dunga discordou e tomou a decisão de deixa-lo fora da lista.

Maiores dificuldades

Além das duras críticas que sempre acompanharam o jogador desde o início de sua passagem na seleção, outras dificuldades foram enfrentadas, como as eliminações em Copas do Mundo e lesões.

A Copa no Brasil, em 2014, marcou o maior vexame da seleção canarinho na história, na derrota por 7 a 1 contra a Alemanha. Já na Rússia, em 2018, a triste eliminação para Bélgica nas quartas de final, onde a seleção estava muito confiante e contou com um apoio incondicional da torcida para ir em busca do título.

Outra dificuldade e talvez a mais importante foi a lesão do craque nas quartas de final da copa de 2014, contra a Colômbia, em uma entrada forte e desleal do lateral Zuñiga, que acabou tirando Neymar do campeonato e por um detalhe poderia ter colocado fim na carreira do atacante. 


Principais conquistas



Neymar conquistou dois títulos importantes pelo Brasil. A copa das confederações em 2013, vencendo a forte Espanha na final e o ouro inédito nas Olimpíadas de 2016, convertendo o pênalti decisivo para confirmar o título contra a Alemanha.



Foto: Paulo Sergio/Lancepress
Além de outras conquistas:
  •         Campeonato Sul-Americano Sub-20 – 2011
  •        Jogos Olímpicos – Medalha de prata – 2012
  •        Superclássico das Américas – 2011, 2012, 2014, 2018.


1 Comentários