Manchester United: The Busby Babes

Todos conhecem o tamanho que possui o Manchester United atualmente, mas poucos sabem que nem sempre foi assim.
Foto do time campeão inglês de 1956/1957



  O clube fundado em 1 de janeiro de 1878 (141 anos) já passou por vários altos e baixos na sua trajetória, e na década de 30 passava por algumas dificuldades, vendo que já havia sido rebaixado duas vezes para divisões inferiores do futebol inglês. Em 1939 com o início da segunda guerra mundial o estádio de Old Trafford servia de depósito para armas e equipamentos, e fez com que o United e o Manchester City dividissem o estádio de Maine Road, até a interrupção dos torneios no país.
  O ano de 1945 marca o fim da grande guerra e também a ascensão dos "Red Devils" em território britânico, a chegada do treinador Matt Busby transforma o modo de se enxergar o futebol na terra da rainha, pois passa a usar mais atletas formados no próprio clube, e assim vivem um dos mais lindos capítulos na história do futebol mundial.
  Esses garotos pratas da casa marcaram época no clube, e pelo fato de serem muitos jovens passaram a ser chamados de "Busby Babes". Em 5 temporadas na primeira divisão a equipe terminou pelo menos entre os 4 primeiros colocados, e somente no ano de 1952 o United se sagra campeão inglês deixando para trás seus principais rivais, Arsenal e Tottenham. Mesmo com o título da copa inglesa em 1948 em cima do Blackpool, a taça da liga era muito almejada até pelos recentes rebaixamentos do clube.
  Na temporada de 1955/1956 e 1956/1957 Busby é o primeiro a alcançar o feito de se sagrar bicampeão inglês, mudando o clube de patamar no cenário nacional, mas o próximo passo seria alcançar triunfos em âmbito europeu. Na temporada de 1956/1957 a equipe foi bem na Copa dos Campeões deixando para trás equipes como: Anderlecht, Borussia Dortmund e Athletic Bilbao, entretanto não teve o mesmo sucesso contra o poderoso Real Madrid de Di Stéfano e Puskás. Uma possível conquista ficou para o próximo ano.

O ano de 1958 

Policiais ajudando no resgate dos passageiros

Com uma boa campanha no nacional daquele ano e avançando no torneio continental, as expectativas eram boas em relação a títulos, porém infelizmente esse ano ficou marcado da pior forma possível. Após o jogo da ida na Iuguslávia contra o Crvena Zvezda, válido pelas quartas de final do torneio, Busby e seus comandados voltavam para Manchester e no meio do caminho o comandante desceu para abastecer em Munique, após abastecido a tripulação tentou decolar a aeronave por 2 vezes sem sucesso, na terceira tentativa o avião perdeu a velocidade e colidiu com a vedação do aeroporto e uma casa que instantaneamente foi consumida por chamas. O acidente causou a morte de 23 pessoas, entre elas 8 jogadores, 3 funcionários dos clubes, 8 jornalistas somados a mais 4 pessoas da tripulação e um adepto. 
  Ficou conhecida como uma das maiores tragédias do mundo do futebol, algo que abalou todos os fans do esporte bretão e principalmente os torcedores dos Red Devils, que estavam extasiados com o bom momento do clube. Das poucas boas notícias após tudo isso foi a recuperação de Matt Busby que voltou aos bancos do Old Trafford somente na temporada seguinte, depois de ter ficado 2 meses em um hospital alemão se recuperando. 
  Dos sobreviventes Bobby Charlton, Bill Foulkes e Denis Viollet ficaram para formar um futuro muito rico para o Manchester United e poder ainda contar tudo que fizeram na era antes do acidente de Munique. 

Atletas que foram vítimas: 

 Duncan Edwards
 Roger Byrne
 Tommy Taylor
 Liam Whelan
 Eddie Colman
 Walter Crickmer
 Bert Whalley
 Tom Curry


 

0 Comentários