Análise: Quem vai levar a melhor entre Flamengo e Internacional pela Libertadores?


Por: Guilherme de Carvalho Alves/FutebolNews

Provavelmente, nunca tivemos uma fase tão "Abrasileirada" da Copa Conmebol Libertadores como essa de 2019. Com um lado das chaves inteiramente brasileiro realizando as quartas de final da competição, temos a certeza de que Flamengo, Grêmio, Internacional ou Palmeiras estarão representando o Brasil na finalíssima, que será realizada em Santiago, no Chile, no dia 23 de novembro.

No entanto, para chegar a tão sonhada decisão, as quatro frentes brasileiras precisarão mostrar seu valor e provar que merecem estar lá. Com isso, o pontapé inicial das quartas de final da Libertadores para os "brazucas" foi dado ontem por Grêmio e Palmeiras na Arena do Grêmio em um jogo bem equilibrado entre ambas as partes, porém sem a qualidade que sabemos que as equipes tinham para mostrar.

Hoje, dia 21 de agosto, é a vez de Flamengo e Internacional lutarem a primeira batalha desta guerra, no Maracanã, num jogo que promete ser sensacional. No histórico entre as equipes, são 76 jogos disputados, com uma ligeira vantagem para os gaúchos, que levaram a melhor em 30 confrontos, enquanto os cariocas triunfaram 25 vezes. Além disso, o retrospecto conta com outros 21 empates.

Em mata-mata, Inter e Flamengo se enfrentaram quatro vezes na história, três pela Copa do Brasil, e uma pelo Campeonato Brasileiro, quando o modelo de pontos corridos ainda não havia sido implementado. Nestes tipos de jogos, o Flamengo leva vantagem sobre os colorados com três trunfos, incluindo a final do polemico Brasileiro de 1987, chamado de Copa União, no qual o Flamengo se sagrou campeão do Módulo Verde da competição.

Já na Libertadores, a história muda um pouco de lado. Na fase mata-mata do campeonato mais importante da Ámerica, nunca antes as equipe se enfrentaram, mas o Inter prova ser mais competente quando a coisa aperta. Enquanto o Flamengo possui saldo negativo quando enfrenta brasileiros após a fase de grupos, o Inter tem o melhor aproveitamento dos quatro times do país ainda vivos na comptição, vencendo quatro de cinco confrontos, no qual um destes o rendeu um título, em 2006, contra o São Paulo. Já o Flamengo, de três disputas se classificou em apenas uma, em 2010, contra o Corinthians.

Para o duelo de logo mais, o Internacional conta com a solidez de sua defesa titular, que não sofre gols há 500 minutos, e da eficácia de seu ataque, comandado por Paolo Guerrero, que soma quatro gols em quatro partidas pela Libertadores. Pelo lado Rubro-Negro, a esperança está na qualidade técnica da equipe, que claramente é superior a do Inter. Mesmo sem Gabigol, vetado para o confronto, nomes como o de Arrascaeta, Bruno Henrique, Everton Ribeiro e Gerson podem ser fundamentais para um bom desempenho flamenguista.

Com um leve favoritismo pelas boas peças no elenco, o Flamengo precisa se aproveitar da instabilidade gaúcha fora de casa, já demonstrado algumas vezes durante esta temporada, e construir um bom resultado no Maraca nesta quarta caso deseje avançar na competição. Entretanto, por mais que não seja o favorito iminente neste confronto, o Inter merece ser respeitado pela grandeza, histórico e pelo bom elenco que tem. Além disso, um empate no Rio de Janeiro muda totalmente o favoritismo de lado, e coloca o Inter mais perto da semifinal do campeonato, já que é extremamente forte e eficiente jogando no Beira-Rio, onde já provou, inclusive, ser capaz de virar resultados adversos.


0 Comentários