O que esperar de Grêmio e Athetico Paranaense pela semifinal da Copa do Brasil?

Foto: Arte GloboEsporte.com
Por: Guilherme de Carvalho Alves/FutebolNews

Vivendo momentos de instabilidade na temporada, Grêmio e Athletico Paranaense se enfrentam nesta quarta-feira na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, às 21:30 (de Brasília) em jogo válido pela semifinal da Copa do Brasil. Com a possibilidade de chegar a decisão, ambas as equipes buscarão se reinventar nesta reta final para obterem o melhor resultado possível. No entanto, a missão não será fácil para nenhum dos dois times. 

De um lado, o Grêmio vem conquistando resultados pontuais e avançando nas competições de mata-mata. Além de estar a apenas quatro jogos do título na Copa do Brasil, a equipe gaúcha também fez bem o seu dever de casa na Copa Conmebol Libertadores e eliminou o Libertad, avançando para as quartas de final. 

Entretanto, o futebol apresentado pelos gremistas já não é mais aquele que encantou o Brasil em 2016 e 2017, quando venceu a Copa do Brasil e a Libertadores, respectivamente. Neste ano de 2019, houve uma queda iminente na qualidade de jogo dos gaúchos, o que pode estar diretamente ligado a baixa produtividade de Luan. Cotado na seleção brasileira até o ano passado, o meia atacante não vive o melhor momento da carreira e é, atualmente, reserva na equipe escalada por Renato Gaúcho. 

Por outro lado, se da parte "Imortal" do confronto a fase, teoricamente, não é das melhores, a outra parte também passa por seus momentos de "bipolaridade", principalmente após a saída de Renan Lodi, negociado com o Atlético de Madri. A entrada de Márcio Azevedo não foi duramente criticada pelo torcedores rubro negros, afinal, não tinha muito o que se fazer, mas fica nítido que a equipe perde apoio ofensivo e recomposição defensiva com o novo lateral esquerdo. 

Além disso, o furacão vem demonstrado não ser o mesmo quando visita seus adversários. Mesmo eliminando o Flamengo em pleno Macaranã na fase anterior da Copa do Brasil, o time paranaense tem passado por maus bocados quando sai da Arena da Baixada. Mas se fora de casa os resultados não são dos melhores, quando é mandante, o Athletico é quase impecável. Nos últimos 18 jogos em casa, o furacão perdeu apenas um, o que os deixam mais que vivos na competição. 

É verdade que o momento atual não é dos melhores para nenhuma das duas equipes, entretanto, é inegável a qualidade técnica de ambas. Por isso, podemos esperar dois jogos muito abertos e francos, já que é característico dos dois times jogar com a bola no pé e propondo o jogo. Mesmo com o grande equilíbrio existente nesse duelo, o Furacão, por decidir em casa, leva um favoritismo mínimo sobre o tricolor gaúcho, mas nada que seja suficiente para cravá-lo na final da competição. 

Afinal, o Grêmio é uma equipes mais copeiras do país, e numa competição de mata-mata, é impossível apontar os gremistas em grande desvantagem em qualquer embate. O fato é que, o jogo desta quarta, assim como o da volta, promete ser eletrizante do início ao fim. Com Matheus Henrique e Everton de um lado, e Bruno Guimarães e Rony do outro como pilares das suas equipes, este  duelo torna-se imperdível para qualquer amante do futebol. 

1 Comentários