Chegou a hora da verdade! Boca Juniors x River Plate se enfrentam pela segunda partida da Copa Libertadores

Imagem: Fox Sports



Por Rodrygo Nascimento
FutebolNews

Boca x River vão protagonizar mais um embate eletrizante nesta semifinal de Libertadores 2019. O Milionários venceram o primeiro jogo por 2x0 e tem a vantagem de perder por até 2 gols de diferença que ainda leva à vaga para a final. A equipe de Gustavo Alfaro vinha de boa sequencia no Campeonato Argentino até perde para o rival no primeiro jogo, agora vai precisar mais do que apenas o peso da camisa e para conseguir reverter a sua situação.

O retrospecto dos últimos confrontos é desanimador por parte dos Xeneizes, são 6 jogos sem vencer o grande rival. Foram 4 derrotas e 2 empates, isso contando a derrota na final da Libertadores da temporada passada, cercada de polêmica, que acabou sendo decidida em Madrid, na Espanha. Porém, ao todo no histórico do clássico o Boca leva vantagem são 97 confrontos, 35 vitórias do Boca, enquanto o River venceu 28 partidas, além de 11 empates. Alfaro, se for eliminado, ainda terá que lidar com toda pressão por ter perdido os últimos 2 clássicos que disputou (2-0 River na ida/1-0 Racing Superliga), nos últimos 4 jogos venceu apenas 1 jogo, empatou 1 e perdeu outros 2, e o desempenho nesta temporada não vem agradando a diretoria. Sem sombra de dúvidas a pressão pela vitória e classificação hoje é primordial para o treinador permanecer na equipe. La Bomboneira estará lotada nesta noite, com toda sua torcida apoiando os jogadores, isto com toda certeza será fundamental nesta remontada. Líder do Grupo G com 11 pontos, a equipe vinha bem na temporada, batendo os adversários na Superliga e mantendo a invencibilidade na competição. Na Copa Libertadores, passou por Athletico-PR e LDU, duas vitórias por 3-0 (no agregado). O artilheiro da equipe ainda é Dario Benedetto que foi embora na janela do meio do ano.

Para Gallardo está final pode ser o ápice de sua carreira como treinador. Se vencer, pode chegar à sua terceira final em 4 anos, sendo duas consecutivas e com 2 títulos. A equipe cresceu dentro da competição, ficou em segundo lugar no Grupo A, atrás do Internacional, com 10 pontos. É o único invicto no momento, foram 4 vitórias e 7 empates, passou por Cruzeiro e Cerro Porteño (4-2 nos pênaltis/3-1 no agregado respectivamente) com certa dificuldade, apesar de dominar as partida no Monumental. Chegou à esta semifinal com uma boa sequencia de 3 vitórias, 2 empates, perdendo apenas 1 jogo, em 6. Mostra o crescimento da equipe nas mão de Gallardo dentro da temporada, ele que chegou a ser questionado no inicio da competição, porém, esta mais do que aprovada a crescente da equipe. Está invicto há 5 jogos, venceu 4 e empatou apenas 1, esta empate foi no último fim de semana contra o Arsenal de Sarandi (3-3), pela Superliga. Nesta semifinal tem uma vantagem considerável e que lhe da bastante margem para o favoritismo, que já havia não só pela vantagem no placar, mas também pelo desempenho em campo. Os Milionários podem perder por até 2 gols de diferença.

Com certeza este clássico envolverá as duas potencias Sul-Americanas, o maior clássico das Américas e um dos maiores do mundo, será um grande divisor de águas no momento de ambos os treinadores. Para Alfaro, em caso de derrota pode ser o inicio do fim, se vencer ganha sobrevida no cargo e a possibilidade de um título que não vem desde 2007. Para Gallardo, o impacto de uma derrota é menor, porém, tendo em vista o desempenho dos últimos jogos e vitórias nos últimos superclássicos, a eliminação pode ter um gosto de decepção, por ter a vantagem no placar. Em caso de vitória, consolidaria seu nome no River Plate como maior treinador da história do clube. Ingredientes não faltam, história, gigantismo, títulos e rivalidade, hoje será decidido o primeiro finalista da Copa Libertadores da América 2019 e nada melhor do que um Boca Juniors x River Plate.

0 Comentários