Craques que deixaram a Europa para jogar no Brasil

Reprodução: Washington Alves/Reuters


Por: Mariane Ferreira
FutebolNews, Presidente Prudente

Enquanto alguns jogadores brasileiros procuram ganhar visibilidade para jogar na Europa, outros fazem o caminho inverso. Alguns nomes já consagrados do futebol, não só no Brasil, mas no exterior também deixaram grandes times para voltar a jogar no Brasil, alguns por opção e outros por falta de espaço na Europa.

Uma das contratações mais marcantes desse ano foi a de Daniel Alves pelo São Paulo. Companheiro de Neymar no PSG e jogador da Seleção Brasileira, o lateral direito até poderia continuar jogando na Europa, mas optou por voltar ao Brasil. Com status de estrela, o craque eleito o melhor jogador da Copa América, mostrou o porquê do título de craque com boas atuações pelo São Paulo e deixando a torcida empolgada. Além disso, Dani Alves recebe um dos salários mais altos do futebol brasileiro.
Não foi só Dani Alves que o São Paulo trouxe do futebol internacional, Juanfran Torres, que não teve contrato renovado com o Atlético de Madrid, assinou contrato com o time paulista e pegou a torcida de surpresa.


Outro time que se reforçou bem foi o Flamengo, além das contratações de nomes como Gabriel Barbosa, Arrascaeta e Bruno Henrique, o time rubro negro também contratou o lateral direito Rafinha e o lateral esquerdo Filipe Luís. Com o contrato encerrado pelo Bayern de Munique, Rafinha decidiu se transferir para o time já badalado do Flamengo. Após passar oito anos jogando pelo Atlético de Madrid, Filipe Luís não teve seu contrato renovado nesta temporada e viu no mercado brasileiro uma oportunidade. Hoje ele faz dupla com Rafinha no sistema defensivo do time rubro negro.

Esses grandes nomes se juntam a outros nomes já consagrados no Brasil, que também fizeram história na Europa, como o Fred do Cruzeiro, Felipe Melo do Palmeiras, Diego Ribas do Flamengo e até mesmo o Gabigol que voltou para o Brasil após amargar uma temporada ruim pela Inter de Milão e que hoje agregam bastante valor ao futebol brasileiro. 

0 Comentários