O péssimo ano de 2019 para o futebol de Santa Catarina

 
Foto: Globo Esporte
 
    Chapecoense e Avaí matemáticamentes rebaixadas da 1º divisão, Criciúma rebaixado para a 3º divisão, Figueirense, que terminou a Série B em 16º lugar, e que em setembro quase desistiu do campeonato, e o Joinville, que disputou a 4º Divisão.

    O ano de 2019 foi um dos piores para a recente história do futebol catarinense, que em 2015 contou com 4 clubes na 1º divisão (Chapecoense, Joinville, Figueirense e Avaí) e em 2020 não terá nenhum representante. O único clube a dar alegria para os catarinenses foi o Brusque, que terminou como campeão da Série D e estará na Série C 2020.
Foto: Radio Videira
    Os anos 90 foram de glórias para o futebol de Santa Catarina, Cricíuma conquistava a Copa do Brasil em 1991, em 1992 chegou as quartas de final da Libertadores, sendo eliminado pelo eventual campeão São Paulo. Ainda na década de 90, o Figueirense e o Joinville conquistavam o Torneio Mercosul (1995 e 1996 respectivamente), e depois disso o "gás" acabava novamente para os clubes catarinenses.

    Entre os anos de 2009 a 2011 o Avaí enchia de esperança os seus torcedores, com campanhas boas no Brasileirão Série A, terminando em 6º lugar, e indo para a Copa Sulamericana, que conseguiu chegas as quartas de final, sendo eliminado pelo então finalista Goiás. E em 2011 chegando a semifinal da Copa do Brasil, no qual foi despachado pelo eventual campeão Vasco.

    Recentemente vimos Joiville subir da 3º para a 1º divisão, com o título da 3º divisão em 2011 e o título da 2º divisão em 2014, e a Chapecoense ascender até a Séria A, disputando Sulamericana, na qual saiu vencedor em 2016, ano de umas das maiores tragédias do Futebol mundial, e com a Chape disputando o mais alto pico da América, a Libertadores.
Foto: CBF
    Os dirigentes catarinenses precisam achar uma forma de estabilizarem seus clubes e acabar com esse "Ioiô", o que seria bom para Santa Catarina e para todo brasileiro que goste desses clubes.

0 Comentários